Fábrica de Taubaté será paralisada por falta de peças
Andreas Praefcke
Fábrica de Taubaté será paralisada por falta de peças

A fábrica da  Volkswagen em Taubaté (SP), que produz os modelos Gol e Voyage, colocará mais de 2,2 mil funcionários em férias coletivas . A paralisação das atividades vai durar 20 dias e dá-se por conta da falta de peças.

O Sindicato dos Metalúrgicos assinou o acordo para parar as atividades do primeiro e segundo turno, segundo o G1. A montadora alega falta de semicondutores e de módulos de airbags. 

Apesar da expectativa de retorno ser para o dia 2 de agosto, a possibilidade de estender a paralisação por mais 10 dias não está descartada, caso o fornecimento de peças não seja normalizado.

Setor automotivo

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA) divulgou nesta quarta-feira (7) os resultados da indústria automobilística em junho . A produção do setor despencou 13,4% na comparação com o mês anterior, que havia registrado alta de 1% mesmo com avanço da pandemia.

O presidente da associação, Luiz Carlos Moraes, atribuiu a queda na produção à falta de semicondutores na indústria global. "Algumas empresas pararam pela falta de semicondutores, como foi noticiado. Isso impacta as montadoras. O ritmo de produção desacelerou", justificou. 

"Estimamos que a falta de semicondutores tenha impedido que algo entre 100 mil e 120 mil veículos fossem produzidos no primeiro semestre. Esse problema afeta todos os países produtores e tem impedido a plena retomada do setor automotivo”, explicou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários