Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan e bolsonarista, defende a volta do horário de verão
Divulgação/Havan
Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan e bolsonarista, defende a volta do horário de verão

O empresário bolsonarista Luciano Hang , dono das lojas Havan, aderiu neste fim de semana ao  movimento de empresários que pedem a volta do horário de verão , extinto pelo presidente Jair Bolsonaro.

A adesão do ' Véio da Havan ' é encarada como um grande passo para o movimento, já que Hang é um dos empresários mais próximos de Bolsonaro no País.

O presidente sempre foi contra a mudança no relógio, tanto que a extinção do horário de verão foi uma das primeiras grandes medidas tomadas pelo governo Bolsonaro, ainda em abril de 2019, quarto mês desde a posse, por meio de um decreto. Desde então, o Brasil não teve mais os dias como 'uma hora a mais'.

"O fato de ganharmos uma hora durante o dia faz com que a roda da fortuna gire mais", defendeu Luciano Hang neste sábado (3). Para o bilionário , o horário de verão ajuda a economia e setores como turismo, restaurantes e comércio, e também gera mais empregos na indústria e teria impacto positivo na qualidade de vida dos brasileiros.

Ao decretar o fim do horário de verão, em 2019, Bolsonaro defendeu que não havia economia de energia com a medida historicamente adotada no País e apostou que, sem a 'hora a mais', a produtividade do trabalhador aumentaria porque não ter o horário de verão favoreceria o relógio biológico.

Além de Hang, outros grandes empresários e confederações defendem a volta do horário de verão, como entidades ligadas à Confederação Nacional de Turismo (CNTur) e bares e restaurantes. A expectativa é que a retomada ajude sim a economizar energia, diferentemente do que dizia Bolsonaro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários