INSS
O Dia
INSS

Uma pesquisa realizada pelo Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa) contratado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) apontou que entre 2015 e 2019 o benefício mais concedido pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS ) foi o auxílio-doença . O levantamento, divulgado no dia 17, mostra alta de 140%  na distribuição de processos de benefícios previdenciários ou assistenciais, a maior parte na Justiça Federal.

Normalmente, os pedidos vão parar na Justiça após o INSS encontrar irregularidades entre a perícia média e a solicitação do segurado. Após a judicialização, a chance de sucesso em uma ação de auxílio ou aposentadoria por invalidez é maior em relação a outros benefícios negados.


Veja como solicitar o benefício

  • Para ter auxílio-doença o segurado precisa passar por perícia médica e apresentar documentos, exames e laudos que comprovem a sua incapacidade
  • Atestados e demais documentos não podem ter qualquer tipo de rasura e devem estar legíveis, ou serão recusados pelo INSS
  • Ao encaminhar a documentação e exames pelo Meu INSS, confira se estão com boa resolução e de fácil leitura
  • Não é apenas o atestado e o laudo que garantem o auxílio-doença, documentos pessoais corretos também são fundamentais para pedir a renda previdenciária
  • Se, no cadastro do INSS, o RG estiver registrado com nome de solteiro, por exemplo, e o nome do segurado mudou após o casamento, o benefício poderá ser negado

Veja  aqui o passo a passo para pedir pelo aplicativo Meu INSS.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários