Medida foi judicializada a ponto de chegar à alta corte do país
STF / Divulgação
Medida foi judicializada a ponto de chegar à alta corte do país


A votação da Revisão da Vida Toda no Supremo Tribunal Federal ( STF ), que prevê a correção positiva das aposentadorias do Instituto Nacional de Seguridade Social ( INSS ), mudou de rumo. Até a tarde desta quarta-feira (9), o caso tinha três votos a favor , e o reajuste caminhava em favor dos aposentados. Mas quatro ministros votaram contra a correção e fizeram uma virada no placar.

O primeiro voto contrário foi do ministro Kássio Nunes Marques na terça-feira (8). No dia seguinte, ele foi seguido por Dias Toffoli, Roberto Barroso e Gilmar Mendes. O placar atual é de quatro votos contra a correção e três a favor.


O relator da matéria, ministro Marco Aurélio, votou a favor dos aposentados. Edson Fachin e Cármen Lúcia também consideram que a correção é constitucional.

Ainda faltam os votos da ministra Rosa Weber e dos ministros Alexandre de Moraes, Luiz Fux e Ricardo Lewandowski. O julgamento deve terminar nesta sexta-feira (11).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários