Secretário de Guedes ainda defendeu mudanças no marco legal de energia
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Secretário de Guedes ainda defendeu mudanças no marco legal de energia

O secretário de políticas econômicas do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, voltou a defender a privatização da Eletrobras nesta sexta-feira (28). Sachsida afirmou que a venda da estatal traria ‘estabilidade para a população’.

A declaração acontece no mesmo dia em que o governo federal emitiu um alerta de crise hídrica em cinco estados: São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás. A falta de chuvas e diminuição dos níveis de reservatórios dos rios poderá provocar quedas de energia nos estados .

"O que esse risco nos mostra? A necessidade de privatizarmos a Eletrobras. Isso para darmos toda tranquilidade de energia para a população brasileira", afirmou o secretário de Guedes, em entrevista à Jovem Pan.

Sachsida ainda disse ser necessário a mudança em regulamentações de energia elétrica . Para o secretário, a medida poderá abrir maior concorrência e melhor os serviços no setor.

"Ainda mais num cenário de crise hídrica é fundamental melhorarmos os marcos legais do setor energético no Brasil", ressaltou.

Prioridade do governo

A privatização da Eletrobras é uma das prioridades do governo Bolsonaro para este ano. A proposta foi entregue à Câmara dos Deputados, que aprovou a venda. O texto ainda passará pela análise do Senado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários