Se confirmado, será a segunda vez no ano em que a montadora para por falta de peças
Reprodução/Fiat
Se confirmado, será a segunda vez no ano em que a montadora para por falta de peças

A Fiat voltou a avaliar a necessidade de paralisar os serviços por tempo indeterminado devido à falta de peças e componentes eletrônicos para a produção de veículos. Essa é a segunda vez neste ano que a montadora estuda a dispensa de funcionários até a estabilização do fornecimento.

Ao todo, a empresa deve dispensar entre 800 e mil funcionários responsáveis por um dos turnos da fábrica, localizada em Betim (MG). No entanto, a montadora ainda não oficializou o afastamento dos empregos, mas há grande possibilidade de se concretizar.

Embora tenha sido pressionada por sindicatos e após a paralisação de outras montadoras, a Fiat não deve afastar funcionários devido o aumento de casos da Covid-19 no país. Há duas semanas, ao menos sete montadoras anunciaram a paralisação das produções por 15 dias para proteger funcionários .  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários