O bolsonarista Arthur Lira defende Lula e Dilma contra a Lava Jato
O Antagonista
O bolsonarista Arthur Lira defende Lula e Dilma contra a Lava Jato



Nesta terça-feira (9), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP - AL), afirmou que o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu tranquilamente a notícia de que o relator da PEC emergencial na Casa, Daniel Freitas (PSL-SC) proporia aos demais deputados aprovar o texto elaborado pelo Senado.

Na segunda-feira (8), Bolsonaro havia dito que o texto estava sujeito às mudanças impostas pela bancada da segurança pública , conhecida como bancada da bala. O não atendimento das exigências da bancada da bala poderia resultar na não aprovação do texto e sua consequente volta para o Senado. 

Leia também

A decisão de manter o texto foi tomada nesta manhã em reunião na casa de Lira com líderes aliados. Depois, Lira e o relator foram ao Planalto falar com o presidente.

A proposta, da forma como foi aprovada pelo Senado, tem mecanismos de contenção de gastos públicos que incluem vedação de aumentos salariais, progressões, promoções e outros benefícios a funcionários públicos em duas situações que valem tanto para trabalhadores da União, quanto dos estados e municípios:

  • despesas correntes – quando ultrapassam 95% das receitas, no caso do governo federal;
  • regime extraordinário – quando é acionado o regime extraordinário fiscal em situações de calamidade, necessário para financiar a nova versão do auxílio emergencial.

A Pec deve ser votada ainda nesta terça-feira. Na quarta (10), Lira quer colocar em deliberação o mérito.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários