Guedes já sugeriu medida, mas foi refutada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia
Luciano Rocha
Guedes já sugeriu medida, mas foi refutada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia

O ministro da Economia, Paulo Guedes , voltou a cogitar a ideia de apresentar novamente o projeto que estabelece o imposto para transações financeiras . No entanto, a discussão da medida só será feita caso Arthur Lira (PP-AL) vença a disputa para o comando da Câmara dos Deputados .

Lira já afirmou que colocaria a proposta em discussão com a condição de a alíquota não ser alta. Em conversas com interlocutores, Jair Bolsonaro se rendeu e aceitou a cobrança de 0,10% de imposto, o que deve agradar o parlamentar.

Os últimos dois anos foram de idas e vindas entre o Congresso Nacional e o Ministério da Economia para a votação da emenda. A pasta chegou a enviar a iniciativa para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) , que refutou a ideia. Na época, o Governo Federal argumentou que a "nova CPMF" poderia reduzir o imposto sobre os salários e movimentar o mercado de trabalho nos próximos anos.

A equipe econômica acredita que a vitória de Arthur Lira, aliado a retomada dos empregos pós-pandemia, abra caminho para que a proposta volte a ser cogitada no Congresso Nacional. O Planalto também espera a eleição de Rodrigo Pacheco no Senado para propor a medida.

Você viu?

Sem brecha

O candidato de oposição ao governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (MDB-SP) , afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo ser contra a medida.

“Não tem espaço para aumento da carga tributária. Não vejo a CPMF tendo algum impacto positivo na economia, senão aumentar a carga tributária. Não é bom”, disse.

O parlamentar é o responsável por propor a Reforma Tributária na Câmara dos Deputados e prometeu dar prioridade ao tema. Ele ressaltou que as emendas da reforma são suficientes para a geração de empregos.

“A nossa reforma tributária, que é a PEC 45, com ajustes da PEC 110 e o projeto do governo, vai ajudar a geração de empregos e a retomada da economia”, completou. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários