Expectativa da posse de Joe Biden e vacinação contra a Covid agitaram o mercado financeiro no Brasil
Luciano Rocha
Expectativa da posse de Joe Biden e vacinação contra a Covid agitaram o mercado financeiro no Brasil

O dólar fechou em alta nesta terça-feira (19), com o real destoando de seus pares e mostrando o pior desempenho global nesta sessão. A moeda americana subiu 0,78% frente à brasileira. O dólar fechou negociado a R$ 5,34% .

Já o Ibovespa fechou em queda de 0,5%, em meio a ruídos relacionados à cena fiscal do país e com as siderúrgicas entre as maiores perdas, embora tenha se afastado das mínimas com o suporte do desempenho de ações da Petrobras e a influência positiva de Wall Street .

O mercado financeiro americano reagiu bem à sabatina da nova secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, no Senado do país.

A escalada dos casos de Covid-19 e a luta política em torno de limitações da vacinação voltaram a alimentar no mercado especulações sobre aumento de gastos públicos para debelar um enfraquecimento da economia, oriundo em parte do fim do auxílio emergencial.

Os dois candidatos à presidência da Câmara dos Deputados defenderam algum tipo de retomada do auxílio emergencial .

O Ibovespa, índice de referência do mercado acionário brasileiro, caiu 0,5%, a 120.636,39 pontos , depois de avançar a 122.120,24 pontos na máxima da sessão. No pior momento, chegou a 119.257,03 pontos.

O volume financeiro da sessão somou R$ 29,7 bilhões.

O tom positivo havia prevalecido pela manhã na abertura da Bolsa de São Paulo, a B3, apoiado na trajetória dos mercados no exterior, mas novos ruídos envolvendo uma prorrogação no auxílio emergencial ligado à pandemia de Covid-19 minou o otimismo dos investidores.

Você viu?

Em Nova York, as bolsas americanas fecharam em alta na volta do feriado, com balanços de bancos mostrando resultados acima do esperado e Janet Yellen pedindo aos parlamentares para "agirem grande" no próximo pacote de alívio ao coronavírus.

Indicada pelo presidente eleito dos Estados Unidos Joe Biden para chefiar o Tesouro, ela afirmou acreditar que os benefícios irão superar em muito os custos.

O Dow Jones encerrou o pregão em alta de 0,38%, seguido pelo S&P500, que avançou 0,81%.O Nasdaq ganhou 1,53%.

Investidores também estão na expectativa da posse de Joe Biden como novo presidente dos Estados Unidos na quarta-feira.

Para o estrategista-chefe de mercado global da Axi, Stephen Innes, mudança positiva na confiança do investidor na véspera da posse é um sinal claro de que mercado está se inclinando para uma aprovação antecipada na agenda política do governo Biden.

Na Europa, as bolsas fecharam em baixa. Em Londres, o índice FTSE-100 caia 0,11%, enquanto a Bolsa de Paris recuava 0,33% e a de Frankfurt, 0,24%.

Na Ásia, a maioria das bolsas fechou em alta, com exceção das chinesas. Em Tóquio, o Nikkei subiu 1,39%. Já a Bolsa de Hong Kong avançou 2,70%, e a de Seul teve valorização de 2,61%.

Os índices acionários da China recuaram nesta terça-feira uma vez que o ressurgimento dos casos de Covid-19 afetou o sentimento do mercado. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,47%, enquanto o índice de Xangai teve perda de 0,83%.

Destaques do Ibovespa

  • Vale ON terminou em baixa de 0,27%, em sessão de fraqueza dos preços futuros do minério de ferro no mercado chinês, na esteira do enfraquecimento nas margens do aço na China. No setor de mineração e siderurgia, CSN ON capitaneou as perdas com declínio de 5,71%.
  • Petrobras PN subiu 2,21%, com a alta do petróleo no exterior. A petrolífera recebeu nova autorização do Ministério de Minas e Energia para importar gás natural da Bolívia, enquanto Credit Suisse elevou o preço-alvo do ADR.
  • BTG Pactual Unit avançou 3,12%, tendo no radar precificação de oferta de ações nesta semana. Na máxima, bateu o recorde de 97,37 reais. Entre os bancos do Ibovespa, Itaú Unibanco PN cedeu 1,19% e Bradesco PN caiu 1,6%.
  • Weg ON fechou em baixa de 2,83%, atingida por realização de lucros, um dia após renovar máximas históricas.
  • Totvs ON subiu 2,5%, no segundo dia de alta. Na semana passada, a companhia divulgou que avalia a potencial aquisição da RD Gestão e Sistemas, mas que até aquele momento não firmara documento vinculante para concretizar a transação.
  • Suzano ON valorizou-se 3,03%, para fechamento em recorde de R$ 65,21, encontrando suporte na alta do dólar ante o real. No melhor momento, chegou a R$ 65,87, recorde intradia. No setor, Klabin Unit avançou 0,10%.
  • IMC ON , que não está no Ibovespa, caiu 9%, após ser notificada de denúncia do contrato com a rede norte-americana KFC, com efeitos imediatos, uma vez que não chegou a acordo envolvendo repactuação do atual contrato. A IMC avalia procedimento arbitral.
  • Santos Brasil ON , que também não faz parte do Ibovespa, subiu 4,73%, após divulgar que sua oferta para explorar provisoriamente uma área de 64.412 m2 no cais do Saboó, na margem direita do Porto de Santos, foi considerada a mais vantajosa e, portanto, a melhor classificada.

Os índices acionários da China recuaram nesta terça-feira uma vez que o ressurgimento dos casos de Covid-19 afetou o sentimento do mercado. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,47%, enquanto o índice de Xangai teve perda de 0,83%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários