.
Reprodução: iG Minas Gerais
Greve de 2018


Em meio à incerteza de uma nova greve de caminhoneiros , Aldacir Cadore e Ivair Schmidt, do Comando Nacional do Transporte - que se tornaram líderes do movimento em 2018 -, afirmaram ao Radar Econômico que há "zero possibilidade" de uma nova paralisação.

Segundo eles, a nova tentativa é feita por um grupo menos influente sobre a categoria. Ela é encabeçada por Roberto Stringasi, responsável pela Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB).

Ele e seus aliados tem usado aplicativos para disparar mensagens dizendo que a nova greve, a princípio para 3 de fevereiro, será maior que a de 2018. 

Mas toda a iniciativa pode cair por terra. "Hoje, é zero possibilidade de adesão", afirma Aldacir Cadore.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários