Brasil Econômico

Pompeo e Bolsonaro
Reprodução/Twitter
Secretário elogiou relação entre Brasil e EUA durante o governo de Donald Trump

O secretário de Estado dos Estados Unidos , Mike Pompeo , elogiou a relação entre os EUA e o Brasil durante o governo de Donald Trump . Em publicação em uma rede social, Pompeo afirmou que o “relacionamento com o Brasil está em alta”.

Na postagem, acompanhada de uma foto do secretário de Estado com a esposa,  Jair Bolsonaro (sem partido) e a primeira-dama Michelle Bolsonaro, o diplomata lembrou os acordos assinados entre os dois países.

"Junto com o governo de Jair Bolsonaro, assinamos um novo acordo comercial de três partes, designamos o Brasil como um importante aliado importante extra-OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e lançamos o Diálogo Ambiental Brasil-EUA", acrescentou.

Em outro tweet, Mike Pompeo ressaltou a atuação do Ministro de Relações Exteriores , Ernesto Araújo , nas negociações entre os países. O secretário norte-americano disse que Araújo é “amante da liberdade” e que não há ninguém como ele entre os chanceleres mundiais.

“Não existe ministro mais amante da liberdade do que você @ernestofaraujo. Você, eu, liberdade. O jogo começou”, escreveu Pompeo.


Idas e vindas econômicas

A relação entre os governos Trump e Bolsonaro foi marcada por idas e vindas nos últimos anos. Após a eleição do presidente brasileiro, foram feitas promessas para estreitar a relação entre os dois países.

O Brasil negociou com os norte-americanos a entrada do país na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) , entretanto, após apoiar publicamente, os EUA recuaram e não aprovaram o projeto brasileiro .

A relação também ficou estremecida após o governo Trump anunciar o aumento da taxa para a importação de alumínio do Brasil de 15% para 145% , dias antes de uma reunião entre os países para selar um acordo comercial.

Em 2021, as divergências entre o Brasil e os Estados Unidos devem aumentar após a posse de Joe Biden como o novo presidente do país norte-americano. Com isso, Pompeo dará o lugar para o diplomata Antony Blinken, que atuou no departamento de Estado durante o governo de Barack Obama.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários