Petrobras
Divulgação
Estatal informou que há negociações com Polo Potiguar para venda de gasodutos

A Petrobras iniciou processo para venda da totalidade de suas participações na Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG) e na Transportadora Sulbrasileira de Gás (TSB) , nas quais detém fatias de 51% e 25%, respectivamente.

A estatal anunciou também, nesta quarta-feira, que avançou no processo de venda de suas participações no chamado Polo Potiguar , que envolve concessões no Rio Grande do Norte, e agora poderá receber propostas vinculantes de interessados nos ativos.

A venda do gasoduto Brasil-Bolívia e da TSB, segundo a empresa, está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e foco em ativos em águas profundas e ultra-profundas.

Em relação ao Pólo Potiguar, em comunicado, a estatal disse que potenciais compradores receberão carta-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento e como as ofertas devem ser apresentadas.

O Polo Potiguar compreende ativos de produção em terra e em águas rasas na Bacia Potiguar. São 26 concessões, 23 terrestres e 3 marítimas, incluindo infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento e escoamento de petróleo e gás.

O Polo Potiguar compreende três subpolos, sendo eles Canto do Amaro, Alto do Rodrigues e Ubarana, totalizando 26 concessões de produção, 23 terrestres e três marítimas, todas localizadas no Rio Grande do Norte.

O complexo tem acesso à infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

 As concessões do subpolo Ubarana estão localizadas em águas rasas, entre 10 e 22 km da costa do município de Guamaré.

As demais concessões dos subpolos Canto do Amaro e Alto do Rodrigues são terrestres.

Segundo a estatal, a produção média do Polo Potiguar de janeiro a novembro de 2020 foi de aproximadamente 23,3 mil barris de óleo por dia (bpd) e 96 mil m³/dia de gás natural.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários