Brasil Econômico

Guedes
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Interrupção de férias do ministro foi publicado no Diário Oficial da União neste sábado

O ministro da economia, Paulo Guedes , cancelou as férias que começariam nesta semana e terminariam no dia 8 de janeiro. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União deste sábado (19).

De acordo com interlocutores, Guedes já havia programado uma viagem com a família, mas recuou após o aumento no número de casos da Covid-19 . Por causa da interrupção, assessores do ministro o aconselharam a voltar os trabalhos para tentar amenizar o embate econômico protagonizado pelo presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia .

Na última quinta-feira (17), Bolsonaro afirmou, em uma live nas redes sociais, que culpa do não pagamento do  13º para beneficiários do Bolsa Família era de Rodrigo Maia. No dia seguinte, o parlamentar rebateu a informação dizendo que não imaginaria “que um presidente da República pudesse tentar comprometer a imagem do presidente da Câmara ou de qualquer cidadão brasileiro".

Ainda na sexta-feira (18), em coletiva para apresentar o balanço do ministério em 2020, Paulo Guedes afirmou que aconselhou o recuo do governo federal em relação a proposta porque poderia ultrapassar o teto de gastos, o que implicaria em punições por ultrapassar os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal . A argumentação também foi confirmada pelo líder de governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR).

Na última semana, a Câmara colocou em pauta a Medida Provisória que analisa o auxílio emergencial residual e o 13º do Bolsa Família, mas desistiu após negociação entre Maia e Barros. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários