Brasil Econômico

Presidente do Banco Central
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, alertou para perda de força da economia brasileira

Em evento virtual promovido pela Eurasia Group, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta terça-feira (15) que o investimento em vacinas se mostra mais benéfico economicamente do que prolongar programas de transferência de renda. Segundo ele, isso se dá porque o mercado está de olho na estratégia para vacinação. Campos Neto alertou ainda para a perda de força da chamada "recuperação em V".


A recuperação econômica é chamada de "V", termo muito usado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, por representar uma grande queda e ascensão rápida, como a letra do alfabeto. Guedes gosta de exaltar o trabalho do governo, afirmando que a economia brasileira sofreu menos do que a de outros países na pandemia, com crescimento rápido após um tombo histórico no segundo trimestre.

De acordo com o presidente do BC , no entanto, o cenário fiscal do país é muito frágil e o governo "está tendo o benefício da dúvida de que vai ter a habilidade para mudar isso". Para Campos Neto , não há espaço fiscal para prolongar gastos públicos.

"Estamos em um período em que a vacina está chegando e o governo decidiu investir nisso", disse o presidente do BC, após citar esse como o caminho mais eficaz para a retomada do crescimento econômico .

Sobre investidores estrangeiros no país, disse que é possível ver a volta no país, mas que para isso o Brasil precisa enviar a mensagem correta, defendendo o teto de gastos e o rígido controle dos gastos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários