brasil de moedas
iStock
Prévia do PIB cresceu 0,86% em outubro, indicando desaceleração da retomada econômica

A economia brasileira cresceu 0,86% em outubro na comparação com o mês anterior, aponta o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado nesta segunda-feira (14) pelo BC.

A velocidade da retomada da economia vem diminuindo nos últimos meses, após um tombo recorde em abril, de 9,5%. A queda foi seguida de um crescimento de 2,1% em maio, recuperações maiores em junho e julho, de 5,2% e 2,4%, respectivamente, e uma desaceleração nos últimos três meses, voltando ao patamar de 1%, com resultado de 1,6% em agosto e 1,7% em setembro.

Apesar da recuperação apontada pelo BC , o impacto negativo na atividade econômica no ano ainda é significativo e chega a 4,9%, segundo dados do IBC-BR. Na comparação com outubro de 2019, o resultado é 2,6% menor.

O ritmo da retomada vem sendo puxado pela retomada do varejo , que cresce pelo sexto mês seguido, no setor de serviços , que registrou cinco meses consecutivos de recuperação, e da indústria, que em nove estados voltou aos níveis de produção pré-pandemia.

O IBC-Br é considerado uma espécie de prévia do PIB por calcular o índice de atividade econômica, mas usa metodologia diferente do IBGE, responsável pelo número oficial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários