Brasil Econômico

Prédio do Banco Central em Brasília
Jorge William / Agência O Globo
Inflação sobe para 3,25% neste ano


Nesta segunda-feira (16), o Banco Central (BC) divulgou o boletim Focus . Pela décima quarta semana seguida, o  mercado financeiro elevou a estimativa de inflação para 2020 e também previu um tombo menor do Produto Interno Bruto (PIB).


A inflação oficial do país, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo ( IPCA ), passou de 3,20% para 3,25% para 2020. Apesar da alta, a expectativa de inflação do mercado segue abaixo da meta central, de 4%, e acima do piso do sistema de metas, que é de 2,5% para este ano.

Já para 2021, a previsão da inflação subiu de 3,17% para 3,22%. A meta central de inflação para o ano que vem é de 3,75% e será oficialmente cumprida se o índice oscilar de 2,25% a 5,25%.

Quanto ao PIB, o mercado financeiro baixou sua estimativa de queda do Produto Interno Bruto de 4,80% para 4,66% na semana passada. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, servindo de base para medir a evolução da economia.

Na semana passada, o mercado manteve a estimativa de expansão do PIB para 2021 em 3,31%.

Taxa básica de juros

Para este ano, o mercado continua prevendo que a taxa básica de juros ( Selic ) mantnha o patamar do fim de outubro até o fim deste ano, de 2%

Já para o fim de 2021, a expectativa ficou estável em 2,75% ao ano. Os analistas seguem estimando alta dos juros no ano que vem.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários