mcplant
Divulgação
McPlant, nova linha do McDonald's com hambúrguer produzido com vegetais

Os Big Macs, Quarteirões e McNuggets ganharão um novo companheiro de menu: o McPlant. Nesta segunda-feira (9), a maior rede de fast food do mundo anunciou que irá incorporar ao seu cardápio uma opção de hambúrguer feito com vegetais a partir do ano que vem, em alguns mercados.

"Nós criamos um hambúrguer delicioso que será nossa primeira opção no menu em uma plataforma com base em plantas", afirmou Ian Borden, presidente do McDonald’s International, acrescentando que a linha poderá incluir opções de café da manhã e de sanduíches de frango.

A empresa não informou datas nem a lista de países que receberão o McPlant . A decisão foi tomada após testes bem-sucedidos no Canadá, com hambúrgueres produzidos pela Beyond Meat , uma das líderes do segmento.

Mas durante o anúncio, o McDonald’s afirmou ter desenvolvido seu próprio hambúrguer, e se negou a responder se havia algum parceiro envolvido. Com isso, as ações da Beyond Meat despencaram 9%, mas se recuperaram após a empresa divulgar comunicado ter colaborado com o McDonald’s, mas sem dar mais detalhes.

Em conferência com investidores, a rede informou ainda que irá focar em tendências de mercado observadas durante a pandemia, como o apelo ao "comfort food". Por isso, a rede deve voltar suas atenções aos itens mais tradicionais, como o BigMac e o Quarteirão, além dos sanduíches de frango.

"A demanda pelo familiar nesses tempos de incertezas é mais importante que nunca", afirmou a empresa, em comunicado para investidores.

Para outra tendência da pandemia, a dos salões dos restaurantes vazios, o McDonald’s está investindo em novos modelos de operação para facilitar o delivery e a retirada de pedidos. A rede também estuda novos conceitos no drive-thru, como faixas expressas para pedidos on-line.

No lado financeiro, os resultados são positivos, apesar da pandemia. As receitas encolheram apenas 2% em relação ao mesmo período de 2019, se recuperando da queda de mais de 30% registrada no segundo trimestre do ano. E o lucro líquido cresceu 10%, para US$ 1,76 bilhão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários