Brasil Econômico

Nugget
KFC/Reprodução
Nugget sem crueldade é novo objetivo da KFC

A rede de fast food especializada em frango frito KFC está se juntando a uma empresa russa para criar carne em laboratório. Usando uma impressora 3D, o KFC faz esse investimento para poder produzir seus nuggets de frango com a carne de frango sintética.

A KFC fez o anúncio da novidade em desenvolvimento por um comunicado. A empresa afirma estar trabalhando com a companhia russa 3D Bioprinting Solutions. 

“Nosso experimento é testar tecnologia de bioimpressão em 3D para produzir produtos de frango que podem ajudar a resolver problemas iminentes globais”, aponta Raisa Polyakova, gerente geral da empresa na Rússia. 

Segundo a KFC, a Rússia será o primeiro país a testar a novidade. Se tiver boa aceitação, o modo de produção será exportado para o resto do mundo, nas filiais da rede. O produto deve chegar ao mercado local já no próximo trimestre. 

A KFC diz que está conseguindo simular o gosto e a textura como da carne de frango convencional, sem o sacrifício dos animais. 

Mas a produção do nugget de laboratório ainda envolve o uso de células de frango junto com as de plantas. Por isso, a empresa não divulga o produto como vegano ou vegetariano, mas apenas "sem sacrifício animal". 

Esse tipo de técnica laboratorial começou a ser usada na medicina, em estudos de recriação de órgãos e partes do corpo, em casos nos quais há necessidade de transplante. A empresa russa usa um processo semelhante para a criação nuggets. 

“Tecnologias de bioimpressão em 3D são amplamente reconhecidas na medicina e estão ganhando popularidade na produção de comidas, como a de carne. No futuro, o desenvolvimento rápido de tais tecnologias nos permitirão fazer carne impressa em 3D muito mais acessível e esperamos que a tecnologia criada nesta cooperação com o KFC possa acelerar o lançamento de carne baseada em células animais”, explica Yusef Khesuani, cofundador da 3D Bioprinting Solutions.

    Veja Também

      Mostrar mais