Brasil Econômico

carros
Agência Brasil
Indústrias frearam produção durante o ano por conta da pandemia; alta no consumo gera impasses no fim do ano

Indústrias importantes como a de montadoras de veículos, eletrônicos e do setor da construção civil estão chegando a um impasse neste fim de ano. Isso porque as produções frearam durante o ano por conta da pandemia de Covid-19 e agora, com a Black Friday e o Natal, a demanda vai subir, mesmo com a  ecassez de matéria-prima.

De acordo com reportagem publicada na Exame nesta terça-feira (10), o problema geral tem especificidades de cada setor.

No caso da indústria de veículos,  os fornecedores reduziram ou zeraram estoques de peças diante da falta de previsão de retomada do mercado. Atualmente, com a alta na demanda, as montadoras têm dificuldade em retomar a produção na mesma velocidade que no período pré-pandemia.

Já o setor de eletrônicos, que geralmente tem sucesso de vendas na Black Friday, está com problemas na parte de importações, já que o custo do frete de matéria-prima da Ásia. Houve uma redução no trânsito de cargas por via aérea e por navio vindos da China durante este ano, por conta da pandemia, o que está atrasando a produção de eletrônicos no Brasil.

A construção civil também está diante do impasse. O reaquecimento do setor imobiliário é positivo economicamente por um lado. Por outro, as matérias primas tiveram a produção desacelerada na pandemia, e agora existe uma alta brusca na procura. O Índice Nacional do Custo da Construção (INCC) subiu 6,64% no acumulado em 12 meses até outubro. O dólar alto também tem afetado o setor, já que impacta os preços do aço e do cobre.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários