Brasil Econômico

Paulo Guedes assina acordo
Agência Brasil
Paulo Guedes firma acordo com presidente do Exim Bank, Kimberly Reed


A visita da comitiva do governo Donald Trump a Brasília terminou com um acordo promissor para o Brasil. O ministro da Economia, Paulo Guedes , e a presidente do Exim Bank (Banco de Exportação e Importação dos EUA), Kimberly Reed, assinaram um documento para a identificação de possibilidades de financiar exportações estadunidenses ao Brasil, num valor que pode chegar a US$ 1 bilhão , equivalente a cerca de R$ 5,6 bilhões.

O tratado também prevê um comprometimento entre os dois países para aumentar a cooperação e as relações bilaterais no comércio de bens e serviços. As principais áreas beneficiadas pelo acordo são as de telecomunicações e 5G, energia, logística, manufaturas, infraestrutura e mineração. 

A assinatura foi feita durante cerimônia no Itamaraty, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro , o conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, Robert O’Brien , Paulo Guedes e Kimberly Reed

O evento comemorou o término das ações da delegação estadunidense no Brasil . Dentre os feitos dessa visita, estão a assinatura de um acordo de facilitação de comércio e conversas entre as autoridades, nas quais os EUA pediram para que o governo brasileiro estabeleça impedimentos para a empresa chinesa Huawei em relação aos produtos 5G.

“Nós acreditamos que o acordo de colaboração econômica entre os Estados Unidos e o Brasil terá resultados promissores. O presidente Donald Trump está comprometido com a prosperidade econômica, segurança nacional e com o direito à liberdade”, declarou Reed.

O Exim Bank divulgou também que está pronto para considerar um pedido da Gol Linhas Aéreas para o financiamento de aeronaves da Boeing. Esta seria uma negociação milionária, na qual a entrega dos aviões está prevista para o ano de 2021. 

O ministro Paulo Guedes disse, em discurso, que o Brasil está passando por um processo de abertura econômica. Ele citou também o acordo do Mercosul com a União Europeia, assim como negociações com nações como Canadá e Japão.

Guedes apontou a diferença entre o primeiro ano do governo, onde o objetivo era controlar as despesas públicas, e o momento atual, no qual a equipe econômica tenta expandir os horizontes de investimentos . O foco dos investimentos é nas áreas de infraestrutura logística, petróleo e gás natural.

De acordo com o ministro, o Congresso está aprovando a modernização dos marcos regulatórios.

“Estamos num grande esforço de aproximação e abertura da economia brasileira. Agora, uma aproximação também onde nós temos o sentido de geopolítica. Nó comercializamos com o mundo inteiro”, disse Guedes. “Então nós sabemos quem são nossos parceiros geopolíticos e ao mesmo tempo praticamos comércio com todo o mundo”, completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários