bolsonaro eua
Alan Santos/PR
Jair Bolsonaro anunciou acordos entre Brasil e Estados Unidos nesta segunda, convidando investidores norte-americanos

Os acordos que serão assinados nesta segunda-feira (19) pelos governos do Brasil e dos Estados Unidos abrirão caminho para uma negociação mais ambiciosa, que vai permitir um tratado de livre comércio com os americanos, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Embora os atos não tratem de acesso a mercados, será possível reduzir custos nas operações de comércio exterior entre os dois países.

"Há grande expectativa no setor privado para iniciarmos as negociações dos acordos de livre comércio e para evitar a dupla tributação", disse o diretor de desenvolvimento industrial da CNI, Carlos Abijaodi.

De acordo com ele, a redução da burocracia, dos custos de transação e dos atrasos desnecessários relacionados ao fluxo comercial de bens, a partir de medidas de facilitação de comércio, permitirá maior competitividade e eficiência às operações comerciais. A Organização Mundial do Comércio (OMC) prevê uma economia de cerca de 14% dos custos no comércio exterior com a eliminação dessas barreiras.

Está prevista a assinatura de três acordos entre Brasil e EUA : facilitação de comércio, boas práticas regulatórias e normas para evitar a corrupção no comércio bilateral.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários