Brasil Econômico

Notas de R$ 200 com numeração repetida
Polícia Federal de Pernambuco/Divulgação
Notas falsas de R$ 200 foram usadas para comprar refletores


Em Camaragibe, na região metropolitana de Recife (PE), um administrador de 60 anos procurou a Polícia Federal (PF) após receber R$ 1,6 mil em  notas falsas de R$ 200 na venda de refletores. A PF disse que ele só percebeu que as oito cédulas eram ilegítimas, com numeração repetida, depois de entregar os equipamentos.


A entrega aconteceu em 2 de outubro, segundo apontou a PF nesta quarta-feira (14). A vítima relatou que anunciou 11 refletores metálicos de 400 watts em uma rede social e que uma mulher se interessou pelo anúncio e entrou em contato, segundo apuração do G1

A mulher foi até a casa do administrador acompanhada por um homem em um carro Fiat Toro, pagou pelos equipamentos com as notas falsas e foi embora, disse a PF.

Segundo relatou o administrador, ele só percebeu que havia sofrido um golpe algum tempo depois, quando analisou as notas e percebeu que a numeração estava repetida na maioria das cédulas. Em seguida, foi para a PF, no Cais do Apolo, também em Recife (PE), para registrar o boletim de ocorrência.

A polícia disse que a vítimina mostrou o histórica das mensagens trocadas na rede social com a mulher. Mas, até o momento de publicação desta matéria, a suspeita não foi localizada.

Segundo a PF, Um inquérito foi aberta, após a constatação de que as notas eram realmente falsas, para identificar os envolvidos no caso e responsabilizá-los. Giovani Santoro, assessora de comunicação da PF em Pernambuco, afirmou para o G1 "infelizmente, essa pessoa fica no prejuízo, mas é necessário que essa pessoa procure a Polícia Federal para que a gente possa identificar onde essas notas falsas estão circulando".

O 1º caso de apreensão de notas falsas de R$ 200

No começo do mês, em 1 de outubro, foi registrado um outro caso envolvendo uso de notas falsas de R$ 200. Em Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco , uma mulher comprou produtos de equipadora com cinco notas falsificadas. Ela foi presa com outras cinco notas ilegítimas de R$200 e duas de R$ 20. Ao todo, foram apreendidos R$ 2.040 em notas falsas.

Esse foi o primeiro caso registrado pela PF de falsificação da cédula de R$ 200 no estado, que entrou em circulação no dia 2 de setembro.

    Veja Também

      Mostrar mais