oi
Divulgação Oi
Oi faz plano de demissão voluntária

Oi anunciou na tarde desta sexta que está lançando um "Programa de Incentivo à Saída", cujo objetivo é desligar até 2 mil funcionários. Este total representa cerca de 15% do quadro de empregados na tele carioca.


De acordo com a empresa, que aderir à demissão voluntária terá direito a "condições diferenciadas que incluem parcela de natureza indenizatória em função do tempo de empresa e extensão de benefícios como plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida, entre outras concessões".

O programa de demissão voluntária, segundo o comunicado que a tele enviou ao mercado após o fechamento das negociações, tem como objetivo buscar a sustentabilidade do negócio, acelerar o desenvolvimento e investimentos na sua infraestrutura de fibra óptica e capturar ganhos decorrentes da automação de processos, digitalização e evolução tecnológica.

A Oi está em processo de recuperação judicial e, recentemente, suas operações de telefonia móvel foram motivos de uma batalha entre as concorrentes brasileiras e empresas do exterior.

Após uma série de propostas, a tele carioca vai vender sua operação móvel de forma fatiada às concorrentes Claro, TIM e Vivo. Ao seguir este modelo, o objetivo é facilitar o processo de venda ao trio que ofereceu R$ 16,5 bilhões pela unidade, que conta com quase 40 milhões de linhas celulares.

Embora ainda tenha pendências a resolver, a Oi planeja uma mudança de estratégia em seu negócio. O objetivo é vender os mais variados serviços e produtos digitais através da criação de um grande marketplace onde consumidores e empresas poderão comprar desde eletrodomésticos até contratar empréstimos e serviços de segurança residencial.

    Veja Também

      Mostrar mais