carteira CLT
shutterstock
É o menor número desde dezembro, quando foram registrados 434.285 pedidos de seguro-desemprego; ano de 2020 teve recorde de requerimentos

O número de pedidos de seguro-desemprego caiu para 463.835, segundo  dados divulgados nesta quinta-feira (10) pelo Ministério da Economia. É o menor volume de solicitações desde dezembro, quando foram registradas 434.285.

Apesar da melhora mensal, o contingente de brasileiros que já precisou recorrer ao benefício neste ano ainda é recorde e chegou a 4.985.057 milhões, alta de 7,5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o saldo foi de 4,635 milhões.

Os dados do seguro-desemprego ajudam a medir a temperatura do mercado de trabalho formal, já que apenas trabalhadores com carteira assinada têm direito ao auxílio.

Dados mais amplos do mercado de trabalho, divulgados pelo IBGE, que incluem também os informais, mostram que o desemprego ainda está em alta.

Segundo os números mais recentes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, a taxa de desemprego no país subiu para 13,1% em julho. Ao todo, 12,3 milhões de brasileiros estão sem emprego.

    Veja Também

      Mostrar mais