Ministro da Economia%2C Paulo Guedes
Agência Brasil
Ministro da Economia, Paulo Guedes

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira por unanimidade um requerimento do presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), convidando o ministro da Economia, Paulo Guedes , a prestar esclarecimentos sobre a declaração que deu após a derrubada do veto presidencial para permitir que servidores públicos tivessem reajuste salarial. Na ocasião, Guedes afirmou que a medida configurou “um crime contra o país”.

Ainda não foi marcada a data para a ida de Guedes ao parlamento. 

"Pegar dinheiro de saúde e permitir que se transforme em aumento de salário para o funcionalismo é um crime contra o país", afirmou na ocasião.

Guedes deu a declaração depois que o Senado decidiu, por 42 votos a 30, derrubar veto do presidente Jair Bolsonaro a trecho de proposta que permitia reajustes salariais a servidores públicos envolvidos no combate à Covid-19 .

A decisão do Senado, porém, foi revertida pela Câmara dos Deputados e o veto foi mantido.

    Veja Também

      Mostrar mais