guedes e bolsonaro
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Bolsonaro admitiu a criação da CPMF desde que haja extinção de outro

O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo que autorizou o ministro da Economia, Paulo Guedes, a  propor um novo imposto, mas sem aumento de carga tributária. Segundo ele, o novo tributo tem que ser compensado com extinção de outro imposto ou desoneração. 

"O que eu falei com o Paulo Guedes é que pode ser o imposto que você quiser. Tem que ver do outro lado o que vai deixar de existir. Se vai diminuir o IR (Imposto de Renda), exonerar folha de pagamento, acabar com o IPI (Imposto sobre Produto Industrializado)", disse o presidente.

Bolsonaro garantiu que só haverá um novo imposto sem aumento de carga tributária. Em caso de rejeição da proposta pela população, o presidente disse que não irá fazer alterações.

"Não tem aumento de carga tributária, é para substituir imposto. Para aumentar o pessoal não aguenta mais", afirmou, completando:

"Se o povo não quiser, então deixa como está."

    Veja Também

      Mostrar mais