embraer avião
Antônio Milena/Agência Brasil
Embraer sente a desistência da Boeing e vê forte queda nas entregas de aviões em 2020

A Embraer comunicou nesta segunda-feira (20) que entregou 17 jatos no segundo trimestre de 2020, sendo quatro comerciais e 13 executivos, e que, no fim de junho, sua carteira de pedidos firmes a entregar totalizava US$ 15,4 bilhões.

A Embraer afirmou que entregou menos aviões comerciais e jatos executivos do que em anos anteriores no mesmo período, principalmente em razão da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Um ano antes, a fabricante de aviões entregou 51 jatos, dos quais 26 foram jatos comerciais e 25 foram jatos executivos; no primeiro trimestre de 2020, as entregas totalizaram 14 jatos, sendo cinco comerciais e nove executivos.

Em abril, a Boeing desistiu da compra da área de aviação comercial da Embraer , o que está provocando uma reestruturação na empresa. A fabricante de aviões já tinha iniciado a separação desse segmento. Segundo a empresa, o processo de reintegração da aviação comercial já foi iniciado e funções duplas serão reduzidas.

A Embraer abriu um programa de demissão voluntária (PDV) para os trabalhadores de São José do Campos, mas a empresa não informou quantos desligamentos espera através do programa, que tem data de desligamento prevista para esta segunda-feira, 20 de julho.

Os funcionários que poderão aderir ao desligamento voluntário estão em férias coletivas e vão entrar em licença remunerada.

    Veja Também

      Mostrar mais