app caixa tem
Arquivo/Agência O Globo
Caixa faz mudanças no aplicativo Caixa Tem para evitar filas virtuais no auxílio e no FGTS

Nas redes sociais, diversos beneficiários do  auxílio emergencial e interessados no  saque do FGTS têm reclamado de longas esperas para acessar o Caixa Tem, aplicativo oficial dos pagamentos. Para evitar o problema, a Caixa Econômica Federal decidiu fazer mudanças no aplicativo e ampliar a validade da sessão de cada usuário durante 72 horas.

A intenção é evitar a necessidade de retornar para o fim da fila virtual, caso a pessoa queira fazer um novo acesso durante esse período. A mudança já está em vigor no aplicativo Caixa Tem , que deve ser atualizado.

A autônoma Mislene Balbi, de 42 anos, moradora de Belo Horizonte (MG), conta que espera desde quarta-feira passada para acessar o app:

"Já tentei de tudo. Quando você entra, expira muito rápido. Preciso movimentar o dinheiro para pagar minhas contas de água e luz", diz.

O desempregado Helder Tadeu, de 37 anos, reclama que, apesar de o app informar que o usuário pode fazer outras coisas enquanto espera, recebeu uma notificação de que teria perdido o lugar na fila.

Sem acesso há dois dias, foi a uma agência na cidade onde mora, em Divinópolis (MG), e o gerente alegou que o problema era a alta demanda:

"Há aplicativos de jogos complexos que suportam diversos usuários online. Não sei como o Caixa Tem, que é simples, dá tanto problema", lamentou, contando ainda que "já aconteceu também de, assim que eu consegui entrar, receber a mensagem "tente mais tarde" ao tentar executar alguma função. Fui obrigado a retornar para o início da fila", disse.

A Caixa esclareceu que o aplicativo Caixa Tem está disponível 24 horas por dia, durante os sete dias da semana, mas que devido à magnitude de acessos, média de 500 mil usuários por hora, podem ocorrer intermitências momentâneas em alguns serviços.

Ainda segundo o banco, no acumulado, já são cerca de 40 milhões de usuários únicos, mais de 1,2 bilhão de consultas de saldo/extrato, 17,7 milhões de boletos pagos e 3,5 milhões de compras utilizando as maquininhas/QR Code.

    Veja Também

      Mostrar mais