imóvel em construção
Agência Brasil
Caixa anunciou medidas para o crédito imobiliário, incluindo custos com ITIBI em cartório em novos financiamentos

A Caixa Econômica Federal anunciou, nesta quinta-feira (2), um conjunto de medidas para facilitar e desburocratizar o crédito imobiliário para as famílias e construtoras.

Nos novos financiamentos, o banco passará a incorporar no financiamento habitacional os custos com cartório e o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). A medida estava em fase de teste no banco e já está disponível nas agências.

E a partir da próxima segunda-feira (6), a Caixa dará início ao registro eletrônico de contratos firmados com as empresas, o que vai reduzir o tempo de espera de 45 dias para cinco dias, segundo a instituição. Estão cadastrados na plataforma do banco 1.356 cartórios de 14 estados.

Para pessoas físicas, nos financiamentos do FGTS concedidos no programa Minha Casa Minha Vida, será possível financiar até 4% do valor do imóvel e com recursos da poupança, 5%. Os custos cartoriais e com o ITBI variam entre 2% e 5% do valor do imóvel.

Segundo a Caixa, foram beneficiadas três mil famílias no projeto piloto. A expectativa é que a incorporação dos custos extras no financiamento habitacional resulte um fôlego para as famílias de R$ 2,4 bilhões neste ano.

"Isso alivia as despesas das famílias, que poderão mobiliar a casa e fazer outros ajustes", disse o vice-presidente de Habitação da Caixa, Jair Mahl, em transmissão na rede social ao lado do presidente do banco, Pedro Guimarães.

Também foram anunciadas medidas de facilitação do crédito para as construtoras, como utilização dos recursos obtidos com a comercialização das unidades no pagamento de encargos. Atualmente, só é possível liquidar o saldo devedor.

Além disso, o banco flexibilizou a exigência de venda das unidades de 30% para 15% em novos empreendimentos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários