O dólar comercial fez sua sexta alta seguida e teve valorização de 0,55%, fechando em R$ 5,261
iStock
O dólar comercial fez sua sexta alta seguida e teve valorização de 0,55%, fechando em R$ 5,261

Nesta quarta-feira (17), o dólar comercial fez sua sexta alta seguida e teve valorização de 0,55%, fechando em R$ 5,261.

Leia:
Sem candidato, governo brasileiro apoia os EUA à presidência de banco internacional
Banco Central corta juros básicos, que passam de 3% ao ano para 2,25%

A crescente nos casos de Covid-19 nos EUA e na China, além de tensões políticas na Ásia, aumentaram a demanda por ativos considerados seguros – entre eles, o dólar e os títulos do Tesouro norte-americano.

O principal índice da bolsa brasileira, Ibovespa, fechou com alta de 2,16%, a 95.547,29 pontos. Foi a segunda alta consecutiva no fechamento da bolsa.

Havia a expectativa de novo corte na taxa de juros no Brasil na reunião Copom (Comitê de Política Monetária), que se encerrou nesta quarta-feira e decidiu a taxa básica de juros (Selic).

Depois do fechamento do dólar, o  Copom reduziu a taxa Selic em 75 pontos-percentuais, para 2,25%, nova mínima histórica,  sendo a menor taxa desde 1999.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários