Agência Brasil

auxílio
Lucas Tavares/Zimel Press/Agência O Globo
Pagamentos do auxílio emergencial seguem nesta semana

A Caixa Econômica Federal continua pagando a primeira e a segunda parcelas do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) para trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. Nesta terça-feira (26), serão feitos os últimos depósitos do calendário original da segunda parcela, para os nascidos em novembro e dezembro. Há, porém, trabalhadores que foram aprovados somente após o calendário se desenvolver, que estão recebendo a primeira parcela com atraso. Confira ao final da reportagem os calendários em vigência.

Leia também: Caixa vai permitir pagamentos com auxílio emergencial via QR code; entenda

No caso do Bolsa Família, o calendário do auxílio está dividido conforme as datas habituais de pagamento para quem integra o programa. Para as demais pessoas, o pagamento será de acordo com o mês de nascimento.

Nesta terça, será feito o pagamento para os beneficiários do Programa Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) final 7. O crédito segue sendo feito para um NIS por dia até o número zero, a ser pago no dia 29 deste mês. Os beneficiários podem sacar o benefício pelo próprio cartão do Bolsa Família.

Segunda parcela nas contas digitais

Esta terça também será a vez de os nascidos em novembro e dezembro receberem o crédito na poupança digital social da Caixa. Os depósitos na poupança social da Caixa estão sendo feitos, seguindo os meses de nascimento, desde o último dia 20.

Saque da primeira parcela

Nesta terça, poderão sacar em dinheiro os beneficiários nascidos em setembro; na quarta (27), os aniversariantes de outubro; na quinta (28), os de novembro, e na sexta-feira (29), os de dezembro. Em meio a milhões de pedidos, muitos acabaram tendo problemas e sendo aprovados com atraso, sendo integrados ao 'coronavoucher' em um novo calendário, em vigência até esta sexta.

Saques da segunda parcela

O calendário original para saques da segunda parcela é diferente do calendário do crédito nas contas digitais e tem início no próximo sábado (30), para os nascidos em janeiro.

No dia 1º de junho, os saques serão permitidos para quem nasceu em fevereiro, seguindo nessa ordem até 13 de junho para os nascidos em dezembro. No dia 7 de junho (domingo) não haverá saques.

No dia 21, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que a segunda parcela do auxílio emergencial só será depositada em contas fora da Caixa Econômica Federal a partir do dia 30. Segundo ele, os beneficiários receberão o dinheiro automaticamente na conta corrente de outros bancos no período de 30 de maio a 13 de junho, conforme o cronograma de saque em espécie do segundo lote.

Já recebi a 2ª parcela do auxílio, preciso esperar até o dia de saque para usar?

Não. Para quem recebeu por ser beneficiário do Bolsa Família, o saque está liberado desde o dia em que você recebeu o depósito. Para isso, basta usar o cartão do programa de transferência de renda nas agências.

Para os que receberam depósito por meio da poupança digital, a opção é utilizar o Caixa Tem e suas funções. Para movimentar os recursos, o banco público liberou gratuitamente um cartão de débito virtual , que já é aceito em muitos estabelecimentos pelo Brasil, inclusive em supermercados. Saiba como usá-lo aqui .

Até o dia 30 de maio, para os nascidos em janeiro que já receberam o auxílio pelo Caixa Tem, ou 13 de junho para os aniversariates de dezembro, o dinheiro só poderá ser usado dessa forma, e a Caixa lembra que a razão para isso é evitar filas e aglomerações em agências, escalonando os pagamentos com maior intervalo. Além disso, a intenção é buscar incluir digitalmente uma parte dos beneficiários do auxílio.

Leia também: Caixa pagou R$ 65,5 bilhões em auxílio, mas há 9,9 milhões de pessoas em análise

Confira os diferentes calendários do auxílio

Primeira parcela "atrasada" para quem foi aprovado depois:

  • Nascidos em janeiro: saques a partir de 19 de maio;
  • Fevereiro: 20 de maio;
  • Março: 21 de maio;
  • Abril: 22 de maio;
  • Maio, junho e julho: 23 de maio;
  • Agosto: 25 de maio;
  • Setembro: 26 de maio;
  • Outubro: 27 de maio;
  • Novembro: 28 de maio; e
  • Dezembro: 29 de maio.

Segunda parcela para beneficiários do Bolsa Família:

  • 18 de maio: NIS final 1;
  • 19 de maio: NIS final 2;
  • 20 de maio: NIS final 3;
  • 21 de maio: NIS final 4;
  • 22 de maio: NIS final 5;
  • 25 de maio: NIS final 6;
  • 26 de maio: NIS final 7;
  • 27 de maio: NIS final 8;
  • 28 de maio: NIS final 9; e
  • 29 de maio: NIS final 0.

Depósito da segunda parcela em poupança social:

  • Nascidos em janeiro e fevereiro: 20 de maio;
  • Nascidos em março e abril: 21 de maio;
  • Nascidos em maio e junho: 22 de maio;
  • Nascidos em julho e agosto: 23 de maio;
  • Nascidos em setembro e outubro: 25 de maio; e
  • Nascidos em novembro e dezembro: 26 de maio.

Liberação de saques e transferências da poupança social da segunda parcela:

  • Nascidos em janeiro: liberação em 30 de maio;
  • Fevereiro: 1º de junho;
  • Março: 2 de junho;
  • Abril: 3 de junho;
  • Maio: 4 de junho;
  • Junho: 5 de junho;
  • Julho: 6 de junho;
  • Agosto: 8 de junho;
  • Setembro: 9 de junho;
  • Outubro: 10 de junho;
  • Novembro: 12 de junho; e
  • Dezembro: 13 de junho.

    Veja Também

      Mostrar mais