caixa
-
Agências lotaram nesta segunda porque muitos beneficiários não conseguem efetuar o atendimento via internet

No primeiro dia de pagamento do auxílio emergencial em espécie, filas enormes se formaram em frente às agências da Caixa no Rio de Janeiro. Nesta segunda (27), o dinheiro pôde ser sacado apenas pelos nascidos em janeiro e feveiro, que já haviam recebido o crédito na Poupança Social Digital.

O autônomo André Lima, de 43 anos, enfrentou uma espera de cinco horas e meia sob o sol, mas só poderá fazer o saque no dia 4 de maio, devido ao mês de seu nascimento. Além do calor, ele reclamou da aglomeração que se formou na agência de Madureira.

"Estava uma confusão! Muita gente sem máscara, além de muitos idosos", contou.

O ex-operador de loja José Ferreira, de 45 anos, também não conseguiu receber o benefício. O motivo foi diferente, no entanto: seu cadastro ainda não foi aprovado.

"O meu enteado fez o meu cadastro na semana passada. Me orientaram a ficar de olho para ver se a situação foi aprovada, mas dependo de ajuda porque meu celular não acessa internet" — disse.

Por ser a única fonte de renda da casa e sustentar a esposa e um filho de quatro anos, Ferreira estava preocupado com a liberação do dinheiro. Como foi demitido antes de completar três meses de trabalho, não tem direito ao seguro-desemprego. Todo a alimentação da família tem sido proveniente de doações:

"Só temos hoje um quilo de arroz e um quilo de feijão que ganhamos. A minha esposa também fez o cadastro, mas ainda não foi aprovado."

A decoradora de festas Eliete Azevedo, de 50 anos, ficou de 8h até 15h em uma agência da Caixa e não conseguiu fazer a retirada por erro de leitura do cartão. Foi orientada a procurar uma lotérica para fazer o saque, mas só conseguiu ter acesso a uma parte do valor.

"Eu recebi R$ 1200 porque sou mãe solteira, mas só consegui tirar R$ 700. Além de ter parado de trabalhar, tem muita cliente que quer devolução do valor já pago e eu não tenho como fazer isso", lamentou.

Eliete ainda relatou dificuldade para acessar o aplicativo Caixa Tem: "O aplicativo só dá erro! Muita gente saiu de lá chorando porque não conseguia fazer a senha."

Leia também:  Problema no aplicativo Caixa Tem é por conta do número de acessos, diz Caixa


Liberação do dinheiro para saque

O saque será liberado para aqueles com cadastro aprovado, de acordo com a data de nascimento, nos caixas eletrônicos da CAIXA, nas unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui. Quem faz aniversário em março e abril poderá fazer a retirada no dia 28; quem aniversaria em maio e junho poderá sacar dia 29.

Os nascidos em julho e agosto serão contemplados no dia 30 de abril; os que comemoram em setembro e outubro poderão fazer a retirada em 04 de maio; já os que fazem aniversário em novembro e dezembro poderão fazer o saque no dia 05 de maio.

Para ter o dinheiro em mãos, é preciso atualizar o aplicativo Caixa Tem, fazer o login, selecionar a opção “saque sem cartão” e informar o valor a ser retirado. O app vai gerar um código autorizador para saque, com  validade de duas horas.

Ainda é possível usar os recursos depositados na poupança social para pagar boletos e contas de consumo, como água, luz e telefone, bem como realizar transferências para contas em outras agências bancárias.

Desde 9 de abril, a Caixa já creditou o benefício para 39,1 milhões de pessoas, num total de R$ 27,7 bilhões. Mais informações estão disponíveis no aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial, no site auxilio.caixa.gov.br , ou podem ser obtidas através da central telefônica exclusiva 111.


Pagamento para beneficiários do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família elegíveis para receber o auxílio emergencial receberão o crédito no mesmo calendário e na mesma forma do benefício regular. Confira abaixo as datas:

Segunda-feira (27):

1.921.061 pessoas – NIS final 7

Terça-feira (28):

1.917.991 pessoas - NIS final 8

Quarta-feira (29):

1.920.953 pessoas - NIS final 9

Quinta-feira (30):

1.918.047 pessoas - NIS final 0

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários