Caixa afirmou que o app é apenas para pessoas sem conta em banco
Divulgação Caixa
Caixa afirmou que o app é apenas para pessoas sem conta em banco

A Caixa Econômica Federal informou por meio de nota que o problema de instabilidade no aplicativo Caixa Tem, que permite às pessoas que receberam o auxílio emergencial de R$ 600 em poupança digital movimentarem os recursos, se deve ao número excessivo de acessos.

Segundo a Caixa, foram registrados mais de 200 mil usuários simultâneos no aplicativo até a última sexta-feira (24) e a expectativa é que o volume chegue a 500 mil. Cada pessoa que acessa o aplicativo permanece na plataforma 10 minutos em média.

Diante disso, a Caixa orienta os trabalhadores a baixarem o aplicativo somente em caso de necessidade: quem não tem conta na Caixa nem em outros bancos. A Caixa informou que identificou um universo de 20 milhões de pessoas que usarem o aplicativo são correntistas ou beneficiários do Bolsa Família.

"A Caixa esclarece ainda que, dentre as 32,2 milhões de pessoas que realizaram downloads do CAIXA Tem, apenas 12 milhões fazem parte do público-alvo que recebe o auxílio pelo aplicativo. O banco ressalta que os seguintes beneficiários não precisam ter o aplicativo para acessar o auxílio: os do Bolsa Família, os que já têm poupança na Caixa e os correntistas de outros bancos", diz a nota.

Segundo a Caixa, quem enfrentar dificuldade no acesso ao aplicativo deve aguardar um tempo e continuar insistindo. Desde o dia 9 de abril, o banco pagou o auxílio para 31 milhões de pessoas. Em uma semana, foram registrados mais de 27 milhões de transações no aplicativo, entre consultas e movimentações financeiras.

Leia mais:  Aprenda a abrir poupança digital da Caixa para receber auxílio pelo app Caixa Tem

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários