Brasil Econômico

paulo guedes
José Cruz/Agência Brasil
Paulo Guedes prometeu que o governo dará "cupom" de quatro meses para auxiliar cerca de 18 milhões de famílias por conta do novo coronavírus

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, em entrevista ao site Poder360 nesta quarta-feira (18), que o governo vai fornecer, pelo período de quatro meses, vouchers para um grupo de 18 milhões de pessoas, incluindo famílias desassistidas e trabalhadores informais, como forma de enfrentamento aos efeitos do novo coronavírus.

Leia também: Receita Federal estuda estender prazo de entrega do Imposto de Renda

Guedes prometeu que a distribuição do voucher começará a ser feita em até duas semanas. O valor do cupom, segundo o ministro, "não pode ser maior nem menor do que o do Bolsa Família". A concessão do benefício será feita pela Caixa Econômica Federal

"A Caixa Econômica Federal tem 26 mil postos de atendimento. Já estão sendo preparados. O interessado no voucher vai se apresentar e dizer o nome e dar alguma identificação. O atendente checará se o nome já consta como beneficiário do Bolsa Família ou do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Se não estiver recebendo nada, estará habilitado para receber o voucher e já recebe o dinheiro", afirmou o ministro ao Poder360 .

A ideia do cupom é minizar o baque da redução da movimentação econômica com o novo coronavírus e dar poder de compra aos brasileiros mais afetados, os mais pobre e sem empregos formais.

Leia também: Governo oficializa suspensão da prova de vida para aposentados e pensionistas

Questionado sobre o estado de emergência e o consequentemente afrouxamento das regras fiscais deste ano, o ministro disse que não se trata de liberdade para gastar recursos públicos, já que o dinheiro será usado para a saúde.

    Veja Também

      Mostrar mais