receita federal
Marcelo Camargo/ABr
A entrega das declarações começou no dia 2 de março e vai até 30 de abril

A Receita Federal avalia estender o prazo de entrega das declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2020, ano-base 2019, de acordo com fontes que acompanham a discussão.

A medida seria tomada por conta do avanço do novo coronavírus . A entrega das declarações começou no dia 2 de março e vai até 30 de abril.

Para acalmar mercado, Tesouro anuncia nova rodada de leilões de títulos

Por conta da Covid-19, o Fisco avalia que há grupos de contribuintes que podem não conseguir entregar a declaração a tempo, mesmo que a maioria das pessoas envie a documentação dentro do prazo.

Os técnicos responsáveis pelo IR no Ministério da Economia estão acompanhando diariamente a situação das declarações pendentes, o avanço da doença e como ela pode afetar também o trabalho da Receita Federal. Tudo isso será levado em conta, antes de ser tomada uma decisão final.

Governo zera tarifas de álcool em gel, máscaras e respiradores artificiais

Alguns do servidores da Receita Federal que trabalham diretamente no Imposto de Renda da Pessoa Física já estão trabalhando em suas casas.

Até a última segunda-feira, a Receita Federal recebeu entregues 4,6 milhões de declarações do Imposto de Renda. O sistema de recepção de declarações da Receita funciona 20 horas por dia. Fica indisponível somente na madrugada, entre 1h e 5h. O governo espera receber 32 milhões de declarações.

Presidente do Santander Portugal morre por coronavírus após viagem à Itália

O governo também avalia antecipar a restituição do Imposto de Renda a quem tem esse direito. Neste ano, estão programados cinco lotes de restituição do IR, sendo o primeiro no fim de maio e o último em setembro. Esses lotes poderiam ser agrupados, por exemplo.

    Veja Também

      Mostrar mais