As empresas têm 72 horas para responder a contar de hoje arrow-options
Foto: Divulgação/Samsung
As empresas têm 72 horas para responder a contar de hoje

As marcas Huawei, Lenovo, LG, Panasonic, Samsung, Semp Toshiba e Sony deverão esclarecer ao Procon sobre problemas no recebimento de componentes chineses em função do coronavírus.

Após confirmação de coronavírus no Brasil, entenda impacto no mercado do País

Isso porque a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica divulgou que as empresas associadas já apresentam problemas no recebimento desses itens. A fábrica da LG em Taubaté (SP) e as fábricas da Samsung e da Motorola na região de Campinas tiveram produção suspensas, por falta de componentes eletrônicos que deveriam vir da China.

Em meio a temores, dólar abre em alta e bate pela 1ª vez R$ 4,46

De acordo com o órgão de defesa do consumidor, as empresas tem o prazo de até 72 horas, a partir desta quinta-feira (27), para esclarecer sobre problemas no recebimento de materiais, componentes e insumos provenientes da China.

O Procon de São Paulo pede que as empresas notificadas expliquem qual o plano de ação para enfrentar o problema apontado; se, além da atividade de fabricação, os problemas para o recebimento causarão impacto nos serviços de reparo; e até quando os serviços de venda e reparo poderão ser garantidos aos consumidores dentro dos prazos legais e contratuais.

    Veja Também

      Mostrar mais