A consulta e a impressão do documento podem ser feitas pela internet
Marcelo Camargo/ABr
A consulta e a impressão do documento podem ser feitas pela internet

Nesta quarta-feira (19), a Receita Federal vai anunciar as regras do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020. E os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social ( INSS ) já podem consultar o informe de rendimentos do ano-base 2019 para o preenchimento da declaração de ajuste anual. A consulta e a impressão do documento podem ser feitas pela internet.

IR 2020: saiba como pagar menos e receber restituição maior com declaração certa

É preciso acessar a página do "Meu INSS" . No canto esquerdo da tela, o beneficiário deve rolar o cursor para baixo até o link "Extrato para Imposto de Renda (IR)".

Depois de clicar nesta opção, é preciso informar o login e inserir a senha cadastrada no sistema para acessar o documento. Caso ainda não tenha essas chaves de acesso, o interessado deve seguir os passos informados no site para obter a senha.

Ainda não entregou seu IR? Confira o passo a passo para fazer a declaração


Também é possível fazer a consulta pelo aplicativo "Meu INSS", disponível para celulares com sistemas Android e iOS.

O documento — que também é entregue pelas empresas aos funcionários — traz os valores recebidos pelo contribuinte no ano-base, quanto ele pagou de imposto retido na fonte e quanto contribuiu para o INSS.

Ele também pode conter informações sobre gastos com plano de saúde coletivo e aportes no plano de previdência da empresa.

Bancos e empresas devem divulgar informe de rendimentos

As empresas e os bancos têm até o dia 28 de fevereiro para entregar os informes de rendimentos aos empregados e aos correntistas ou poupadores. Os funcionários devem verificar com o setor de RH quando e como o documento será liberado: se será fornecido de forma impressa ou eletrônica.

Os bancos devem enviar aos clientes os informes de rendimentos e investimentos, com dados sobre saldos de contas-correntes, poupanças e aposentadorias privadas em 31 de dezembro do ano-base, além de rendimentos obtidos nos investimentos feitos pelos contribuintes.

As instituições financeiras costumam tornar os documentos disponíveis na internet, mas também é possível pedir uma versão impressa em sua agência.

    Veja Também

      Mostrar mais