Brasil Econômico

Mau tempo deve continuar atingindo hoje a capital
FOTO: AGÊNCIA BRASIL
Mau tempo deve continuar atingindo hoje a capital

As fortes chuvas que caíram , principalmente, na região metropolitana de São Paulo
devem gerar um prejuízo de R$ 110 milhões de reais para o comércio da região. A estimativa do impacto negativo foi divulgada pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP).

Chuvas provocam caos em São Paulo e afetam mobilidade na capital

De acordo com o órgão, o cálculo foi feito com os setores sensíveis a compra por impulso, como supermercados, farmácias, vestuário e o grupo denominado “outras atividades” – que

engloba artigos esportivos, livros, revistas e outros. As compras programadas, como um
eletrodoméstico ou um carro serão feitas, porém postergadas.

Enel deixa casas sem energia após temporal em São Paulo

O montante de R$  110 milhões representa 11% de tudo o que o varejo da capital, de Osasco, Guarulhos e as cidades do ABDC vende, em média, por dia no mês de fevereiro, ou 0,4% das vendas de um mês.

Fecomercio diz ainda que a situação crítica tende a ser pontual, pois segundo previsão meteorológica, mesmo coma indicação de dias chuvosos pelo resto da semana não deve ser na mesma magnitude. "Ou seja, o impacto mais expressivo na economia será no dia de hoje e amanhã a situação começa voltar a normalidade", diz trecho de nota enviada à imprensa. 

Temporal alaga Ceagesp e atividades são paralisadas nesta segunda-feira (10)

O volume de chuvas em alguns pontos da capital atingiu 100 milímetros em três horas — praticamente a metade da média prevista para todo o mês. 

Muitas empresas, localizadas próximas à Marginal Tietê e Marginal Pinheiros, nas zonas Sul e Oeste da capital, amanhecerem hoje debaixo de água e não funcionam nesta segunda-feira (10).

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) anunciou que não funcionará hoje. Em nota publicada em seu site, a Ceagesp pediu aos funcionários que fiquem em casa e garantiu que “todos os esforços estão sendo tomados para que a situação volte à normalidade o mais rápido possível.

Ainda não há um cálculo sobre as perdas, mas estima-se que, por dia, sejam vendidas cerca de 10 mil toneladas de mercadorias no entreposto.

Por volta das 11h45, a Ceagesp informou pelas redes sociais que a Feira de Flores, prevista para esta terça-feira (11/2), também foi cancelada em função dos problemas decorrentes da chuva.

    Veja Também

      Mostrar mais