China
undefined
Epidemia de coronavírus influencia na reabertura do mercado chinês


As bolsas chinesas perderam US$ 400 bilhões em valor de mercado nesta segunda-feira (03), primeiro dia de funcionamento após o longo feriado do Ano Novo Lunar . A Bolsa de Xangai fechou em queda de 7,72%, a 2.746,61 pontos, maior queda desde 2015. E a de Shenzhen , a segunda maior do país, terminou em contração de 8,41%, a 1.609,00 pontos.

Na abertura, os principais índices das duas bolsas chegaram a cair mais de 8%. Elas estavam fechadas desde 24 de janeiro, início do Ano Novo Lunar e um dia após o início da quarentena em Wuhan , cidade que é o epicentro da epidemia do novo coronavírus .

Leia também: Por que o Coronavírus está derrubando a Bolsa no Brasil? Entenda

No fim de semana, o Banco Central da China anunciou que injetará 1,2 trilhão de yuans (cerca de US$ 175 bilhões) em seus mercados financeiros nesta segunda-feira.

Os índices das Bolsas ao redor do mundo também registraram baixas consideráveis nos últimos 10 dias em consequência da epidemia na China .

Leia também: Comprou um produto da China? Descubra se há risco de coronavírus

Nesta segunda-feira, a Bolsa de Tóquio encerrou a sessão em baixa de 1,01%. O índice Nikkei perdeu 233,24 pontos, a 22.971,94 unidades. Já a Bolsa de Hong Kong encerrou a sessão com alta de 0,17%.

    Veja Também

      Mostrar mais