Agência Brasil

conta de luz arrow-options
shutterstock
Conta de luz pode ficar mais barata com adoção da bandeira verde em fevereiro de 2020

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária no mês de fevereiro será verde, ou seja, não haverá custo extra na conta de luz para os consumidores.

No mês passado, janeiro de 2020, a bandeira definida pela Aneel foi a amarela, ou seja, ocorreu uma cobrança extra na conta de luz. Por isso, se o consumo de energia elétrica for o mesmo, o consumidor poderá ter uma redução no valor final da conta de luz.

Consumidores pagarão R$ 20 bi em subsídios nas contas de luz em 2020

Segundo a agência, o mês deverá ser chuvoso nas áreas onde estão localizados os principais reservatórios das hidrelétricas e o custo de geração de energia será menor.

Dessa forma, não haverá necessidade de acionamento das usinas termoelétricas , que custam mais para gerar energia.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica.

Tarifa branca de energia será ampliada a pequenos consumidores em 2020

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

Conheça

As bandeiras tarifárias funcionam da seguinte maneira. As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração , sendo a bandeira vermelha a que tem um custo maior e a verde, o menor.

Bolsonaro nega tributação da energia solar e garante veto do Congresso

 Os recursos pagos pelos consumidores vão para uma conta específica e depois são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia em períodos de seca.

    Veja Também

      Mostrar mais