Tamanho do texto

Queda de 0,1% no setor de serviços veio após uma alta acumulada de 2,2% nos dois meses anteriores; houve alta foi 1,8% frente o mesmo mês de 2018

Agência Brasil

eletricista arrow-options
Shuttersock
Mesmo com queda em novembro, setor de serviços teve alta no acumulado de janeiro a novembro de 0,9%

O volume de serviços no país caiu 0,1% em novembro de 2019 na comparação com o mês anterior. A queda veio depois de uma alta acumulada de 2,2% nos meses de setembro e outubro , segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta terça-feira (14), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com novembro de 2018, no entanto, o volume cresceu 1,8% . Também houve altas de 0,9% no acumulado de janeiro a novembro de 2019 e no acumulado de 12 meses.

Após inflação maior, governo deve elevar salário mínimo para evitar 'vexame'

Na passagem de outubro para novembro, três das cinco atividades do setor de serviços tiveram queda no volume: transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,7%), serviços prestados às famílias (-1,5%) e serviços de informação e comunicação (-0,4%).

Por outro lado, duas atividades tiveram alta : outros serviços (1,7%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,1%).

Safra de grãos fecha 2019 com recorde de 241,5 milhões de toneladas

 Em relação à receita nominal , os serviços tiveram queda de 0,5% na comparação com outubro. Na comparação com novembro do ano anterior foi observada uma alta de 5%.