Agência Brasil

carne
Agência Brasil/Arquivo
Alta do preço da carne deve levar inflação de dezembro ao maior nível em quatro anos

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial do país, ficou em 1,05% em dezembro deste ano, mostrando aceleração em relação à taxa de 0,14% registrada em novembro. A aceleração é explicada, principalmente, pelo aumento nos preços das carnes, que tiveram alta de 17,71% no mês.

Leia também: Caixa libera saque extra do FGTS a 10 milhões nesta sexta; saiba se tem direito

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), este é o maior resultado mensal desde junho de 2018, quando foi de 1,11%, e o mais alto índice de inflação registrado em dezembro desde 2015, quando foi de 1,18%.

Dessa forma, o IPCA-E, que é o IPCA-15 acumulado trimestralmente, fechou o ano de 2019 em 3,91%, acima dos 2,67% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em dezembro de 2018, foi registrada deflação de 0,16%.

Segundo o IBGE, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, apenas o de artigos de residência apresentou deflação (-0,84%) de novembro para dezembro. Entre as altas, o destaque ficou com alimentação e bebidas, que apresentou a maior variação, 2,59%, e o maior impacto, de 0,63 ponto percentual (p.p.) no índice do mês. A alta do preço da carne contribuiu com o maior impacto individual no índice de dezembro (0,48 p.p.).

Leia também: Menor do que a primeira, segunda parcela do 13º cai nesta sexta; saiba calcular

A segunda maior variação ficou com o grupo despesas pessoais (1,74%), cujos preços aceleraram na comparação com o mês anterior (0,40%). O grupo transportes (0,90%) também acelerou na comparação com novembro (0,30%), contribuindo com 0,16 p.p. no índice do mês.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários