Brasil Econômico

Paulo Guedes e Jair Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR
Bolsa brasileiro renova recordes e dólar cai à espera da aprovação da reforma da Previdência

A Bolsa brasileira registra fortes ganhos nesta terça-feira (22), renovando as pontuações máximas intradiárias. O Ibovespa , principal índice da B3, avança 0,76%, aos 106.829 pontos. No câmbio, o dólar comercial registra queda de 1,37%, valendo R$ 4,072. O que explica este comportamento positivo no mercado brasileiro é a expectativa com a votação final da reforma da Previdência no Senado .

Leia também: Quem não vê crescimento, não entende de economia, diz Bolsonaro

Na leitura dos analistas, o otimismo do mercado tem a ver tanto com a aprovação da mudança no sistema de aposentadorias quanto na possibilidade de o Legislativo debater outros temas econômicos importantes.

Nesta segunda, a Bolsa brasileira bateu o seu recorde de fechamento, ao encerrar o dia acima dos 106 mil pontos. Mais uma vez, a reforma previdenciária foi determinante para o otimismo, que já fora visto em outros momentos da tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC).

"A consolidação da Previdência é importante. Com sua aprovação, será virada uma página e, com isso, haverá espaço no Legislativo para que outras pautas importantes, como as reformas tributária e administrativa, sejam debatidas e levadas adiante", destaca Maurício Pedrosa, estrategista da gestora Áfira.

Leia também: Mesmo se aprovada hoje, reforma da Previdência continua em discussão; entenda

Aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, a reforma deve ser o grande tema do plenário da Casa nesta terça, e as expectativas do governo em relação ao sucesso da votação são as melhores possíveis, o que ajuda a explicar a empolgação do mercado com a aprovação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários