Brasil Econômico

Bolsonaro
Antonio Cruz/ Agência Brasil
"Continua não entendendo de economia, né?", diz Bolsonaro ao ser questionado sobre o fato de a economia não estar crescendo como o prometido

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (22), em Tóquio, que quem diz que a economia está crescendo pouco não entende de economia. A frase veio ao ser perguntado se seria necessário adotar alguma medida para dar mais ânimo à economia. "Continua não entendendo de economia, né?", reagiu à pergunta do repórter.

Leia também: Caged: conheça as 20 cidades com os piores saldos de empregos do país

O presidente, que desembarcou na segunda-feira (21) no Japão onde inicia sua viagem por cinco países da Ásia e Oriente Médio, citou a taxa Selic em 5,5% (na mínima histórica), a queda do risco-Brasil, a estimativa de que a inflação encerre o ano abaixo da meta e o recuo do desemprego como exemplos de como a economia está se recuperando.

Ele citou ainda a liberação do FGTS como instrumento de estímulo à economia. "Conversei há pouco com Pedro Guimarães, da Caixa Econômica, que me disse que não mais em março, mas em dezembro, todos poderão retirar os R$ 500", referindo-se ao saque emergencial cujo cronograma foi antecipado . "Por favor, o senhor fez uma pergunta completamente equivocada", completou o presidente.

Lembrado de que à época de sua posse a expectativa de crescimento era bem superior que a taxa inferior a 1% prevista para este ano, Bolsonaro retrucou: "Quando entrei, não foi minha equipe que fez expectativa, foi o mercado".

No Japão, o presidente brasileiro se reúne com empresários, com o primeiro-ministro do Japão, Shinzō Abe, e com a comunidade brasileira no país.

"Não entendo nada de economia"

A declaração ao repórter parece destoar do discursso adotado pelo presidente durante sua campanha e mesmo depois de assumir o cargo, já que Bolsonaro afirmou várias vezes desconhecer assuntos econômicos e que quem responderia por ele nessa área seria seu consultor e, posteriormente, ministro da Economia, Paulo Guedes.

Seis meses após ter sido eleito, o presidente voltou a fazer declarações como essa, quando questionado sobre projeções para o País depois de o Produto Interno Bruto (PIB) cair 0,2% no primeiro trimestre do ano.

“Já falei que não entendia de economia? Quem entendia afundou o Brasil. Eu confio 100% na economia do Paulo Guedes”, declarou na época.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários