Tamanho do texto

Medida passará por período de testes em três estados brasileiros e vai buscar minimizar os efeitos das variações do preço do óleo diesel no País; confira

Greve dos caminhoneiros em 2018
Tânia Rêgo/Agência Brasil - 25.5.18
Cartão do Caminhoneiro já pode ser solicitado em São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro

Caminhoneiros de São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro já podem solicitar à Petrobras o Cartão do Caminhoneiro, que passa por período de testes e busca minimizar os efeitos das variações do preço do óleo diesel para os transportadores do País. A medida, anunciada pelo governo como forma de atendar as demandas da categoria, entrou em vigor nesta segunda-feira (20) nos três estados. A ideia é expandir para todo o Brasil em 25 de junho.

Leia também: Após protestos, governo anuncia nesta quarta-feira novos bloqueios no Orçamento

Segundo a empresa, além dos profissionais autônomos, o Cartão do Caminhoneiro será disponibilizado para transportadores e embarcadores. A solução funcionará como cartão pré-pago na compra de diesel em postos com a bandeira BR nos principais corredores rodoviários do País. A medida tem como objetivo dar mais segurança e garantia ao caminhoneiro autônomo em relação às oscilações do preço do óleo diesel.

O caminhoneiro poderá, de acordo com a Petrobras , transferir valores para seu cartão e fazer a conversão dos valores para litros de óleo diesel, que podem ser utilizados em até 30 dias na rede de postos BR .

Os caminhoneiros dos estados incluídos no período de testes (SP, PR e RJ) interessados já podem realizar um pré-cadastramento pelo site  www.cartaodocaminhoneiro.com.br . Após o lançamento definitivo, o cadastro poderá ser feito também via aplicativo, call center ou presencialmente, em locais a serem divulgados, informa a empresa.

"Entendemos que existe uma oportunidade de mercado e conseguimos desenvolver uma solução segura e viável economicamente. É um produto que gera valor para a BR, nossos revendedores e caminhoneiros", defendeu o diretor executivo de Rede de Postos e Varejo da Petrobras Distribuidora, Marcelo Bragança, em transmissão ao vivo na última quinta-feira (16), ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Leia também: Governo anuncia R$ 2 bilhões em obras para atender caminhoneiros e evitar greve

Também esteve presente Bento Albuquerque, ministro de Minas Energia, que avaliou que a iniciativa dá "mais segurança, facilidade e flexibilidade" para garantir o  preço do combustível  na forma de um cartão pré-pago por até 30 dias. "Se o preço subir, o caminhoneiro vai ter a garantia do preço do diesel, e se o preço cair, ele pode pegar o cartão pré-pago, pegar o dinheiro dele e comprar mais combustível", explicou.