Brasil Econômico

Greve de caminhoneiros
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Petrobras anuncia lançamento de 'Cartão do Caminhoneiro', que vai buscar minimizar efeitos das variações do diesel

A Petrobras iniciará na próxima segunda-feira (20) a fase de testes do 'Cartão do Caminhoneiro' nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, informou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, na transmissão ao vivo realizada pelo Facebook do presidente Jair Bolsonaro (PSL), diretamente de Dallas, nesta quinta-feira (16).

Leia também: Bolsonaro diz que preço da gasolina "vai cair" e que não é culpado pela alta

Segundo a empresa, além dos profissionais autônomos, o cartão  será disponibilizado para transportadores e embarcadores. A solução funcionará como cartão pré-pago na compra de diesel em postos com a bandeira BR nos principais corredores rodoviários do País. A medida tem como objetivo dar mais segurança e garantia ao caminhoneiro autônomo em relação às oscilações do preço do óleo diesel.

O caminhoneiro poderá, de acordo com a BR, transferir valores para seu cartão e fazer a conversão dos valores para litros de óleo diesel, que podem ser utilizados em até 30 dias na rede de postos da Petrobras .

Na semana que vem, os caminhoneiros já poderão realizar um pré-cadastramento pelo site www.cartaodocaminhoneiro.com.br . "Após o lançamento definitivo, o cadastro poderá ser feito também via aplicativo, call center ou presencialmente, em locais a serem divulgados", informou a BR.

"Entendemos que existe uma oportunidade de mercado e conseguimos desenvolver uma solução segura e viável economicamente. É um produto que gera valor para a BR, nossos revendedores e caminhoneiros", defendeu o diretor executivo de Rede de Postos e Varejo da Petrobras Distribuidora, Marcelo Bragança, também na live de Bolsonaro .

Também na transmissão, Bento Albuquerque falou sobre o início da adoção da medida com um período de testes do ' Cartão do Caminhoneiro ', a partir da próxima segunda-feira, nos três estados anunciados. No restante do País, a medida deverá entrar em vigor no dia 25 de junho.

Leia também: Governo aprova programa de desligamento de empregados de sete estatais

Segundo o ministro, a iniciativa dá "mais segurança, facilidade e flexibilidade" para garantir o preço do combustível na forma de um cartão pré-pago por até 30 dias. "Se o preço subir, o caminhoneiro vai ter a garantia do preço do diesel, e se o preço cair, ele pode pegar o cartão pré-pago, pegar o dinheiro dele e comprar mais combustível", explicou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários