Tamanho do texto

É a primeira vez que o índice fica abaixo de 4% desde junho deste ano; Boletim Focus também estimou crescimento do PIB, de 1,36% para 1,39%

Estimativa da inflação atingiu o menor valor desde junho deste ano
Reprodução
Estimativa da inflação atingiu o menor valor desde junho deste ano


Estimativas do mercado financeiro apontam que a economia brasileira fechará o ano com inflação de 3,94%. A informação consta no Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central (BC) nesta segunda-feira (26).

Essa é a quinta baixa consecutiva registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do País. A queda foi de 0,19 ponto percentual em relação a projeção publicada na semana passada (19) , que era de 4,13%. Essa é a primeira vez que a estimativa fica inferior a 4% desde junho de 2018.

O valor está abaixo da meta de inflação determinada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para este ano, que é de 4,5%, mas dentro do intervalo de tolerância, que define que a taxa fique entre 3% e 6%.

Para 2019, a projeção da inflação também caiu, passando de 4,20% para 4,12%. O número também ficou abaixo da meta estipulada para o ano, que é de 4,25%, porém está entre o intervalo de tolerância, que é de 2,75% a 5,75%.

A estimativa para 2020 permaneceu a mesma, registrando 4% de inflação. Para 2021, entretanto, houve queda: de 3,90% para 3,86%.

Leia também: Prévia da inflação de novembro indica menor valor desde 2003, diz IBGE

Para alcançar a meta de inflação,  Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic), que atualmente está em 6,5% ao ano e deve permanecer assim, de acordo com a previsão do mercado financeiro. 

Em 2019, a expectativa é de aumento da taxa básica em relação a este ano, terminando o período em 7,75% ao ano. A projeção diminuiu: a anterior era de que 2019 registrasse Selic de 8% ao ano.

Para os términos de 2020 e 2021, a expectativa segue em 8% ao ano.

Enquanto a projeção para inflação cai, estimativa do PIB prevê crescimento

PIB deve fechar o ano em 1,39% e inflação em 3,94%, segundo projeções do Boletim Focus
shutterstock
PIB deve fechar o ano em 1,39% e inflação em 3,94%, segundo projeções do Boletim Focus


As instituições financeiras também divulgaram as previsões para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), que mede a soma de todos os bens e serviços produzidos pelo País. De acordo com o Boletim Focus , a expectativa é de que o PIB feche o ano de 2018 em 1,39%, um aumento de 0,3 ponto percentual em relação a estimativa da semana passada, quando registrou 1,36%.

Para os próximos três anos, a expectativa do PIB permaneceu fixa em 2,5%.

Leia também: Governo bloqueia R$ 2,36 bilhões em despesas do orçamento de 2018

Além das projeções para a inflação , a Selic e o PIB, o Banco Central informou que a estimativa para a cotação do dólar continuou em R$ 3,70 em 2018. Para 2019, passou de R$ 3,76 para R$ 3,78.




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.