Tamanho do texto

Valor a ser sacado é de R$ 1,36 bilhão; inscritos no PIS/Pasep em 2016 e que trabalharam ao menos 1 mês naquele ano têm até 28 de dezembro para sacar

Abono salarial de 2016 estará disponível até dezembro para os quase 2 milhões de trabalhadores que ainda não retiraram
Reprodução
Abono salarial de 2016 estará disponível até dezembro para os quase 2 milhões de trabalhadores que ainda não retiraram

Mais de 1,85 milhão de trabalhadores que recebem até dois salários mínimos ainda não sacaram o abono salarial de 2016. De acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira (24) pelo Ministério do Trabalho, as cifras aguardando resgate chegam a R$ 1,36 bilhão – valor que pode ser perdido caso os beneficiários não retirem o abono até o fim do ano.

Leia também: Empresários da indústria estão mais confiantes com a economia, diz CNI

Segundo a pasta, 7,35% dos trabalhadores ainda não retiraram o abono salarial de 2016 . Tem direito ao benefício quem estava inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

O prazo limite para o saque acabaria em 29 de junho, mas o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) prorrogou a data para 28 de dezembro. Quem não retirar o dinheiro até lá perderá o benefício .

Para receber o abono salarial, o trabalhador também precisa ter os dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). O valor a ser retirado pelo beneficiário varia de caso a caso.

O tempo de trabalho durante o ano de 2016 determina a quantia a ser recebida pelos inscritos no PIS ou no Paseb. O valor começa em 1/12 do salário mínimo (R$ 79,50) para quem trabalhou por apenas 30 dias, aumentando a cada mês trabalhado até atingir, em 12 meses, o salário mínimo cheio (R$ 954).

Leia também: Setembro tem a maior criação de empregos formais para o mês desde 2013

Como fazer a retirada do abono salarial de 2016

Abono salarial de 2016 pode ser retirado até 28 de dezmbro de 2018 para os beneficiários
Reprodução
Abono salarial de 2016 pode ser retirado até 28 de dezmbro de 2018 para os beneficiários

No caso do PIS , que abrange o setor privado, o trabalhador que possuir Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a qualquer casa lotérica. 

Quem não tiver o Cartão do Cidadão, pode receber o valor em qualquer agência da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação.

No caso do Pasep , referente ao serviço público, os beneficiários têm de verificar se houve depósito em conta. Essa transferência costuma ser automática e aparecer no contracheque mensal.

A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-726 02 07. Já os servidores públicos devem se encaminhar ao Banco do Brasil. O atendimento também pode ser feito pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729 00 01.

Leia também: Com desemprego e eleições, confiança do consumidor fica estável em setembro

O abono salarial de 2016 ficará disponível até a nova data limite, 28 de dezembro de 2018. Terminado o prazo, o dinheiro retorna ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), e o empregado perde direito ao benefício.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.