undefined
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Empresários dos setores do comércio e serviços promoveram evento com Henrique Meirelles e outros candidatos

Os presidenciáveis Geraldo Alckmin (PSDB), Alvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB) , Ciro Gomes (PDT) e o candidato à vice-presidência Fernando Haddad (PT), representando o candidato  Luiz Inácio Lula da Silva , participaram do evento "Diálogo Eleitor Unecs" nessa terça-feira (14), promovido pela União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unescs), composta por oito instituições dos setores.

No encontro, os presidenciáveis apresentaram suas propostas para a retomada da economia, especialmente para a modernização do ambiente de negócios à plateia de empresários dos setores de comércio e de serviços. Confira como foi o debate com  Henrique Meirelles (MDB):

Henrique Meirelles afirma que o atual sistema previdenciário é injusto

undefined
José Cruz/Agência Brasil
Henrique Meirelles também propõe propôs uma análise rigorosa sobre o e-commerce para que haja uma competição justa

O candidato do MDB e também ex-ministro da Fazenda do governo de Michel Temer disse ser injusto o atual modelo de funcionamento da Previdência Social .

"A maioria das pessoas que se aposentam por tempo de contribuição não chega na idade de 60 e 65 anos, e 70% delas são os 20% que ganham mais no País. E os que ganham menos não conseguem alcançar os 35 anos de contribuição”, explicou.

Sobre cobrir deficits, o emedebista defendeu que o corte de despesas se faz essencial para resolver as contas do governo. “Não tem outra solução”, enfatizou. 

Assim como outros presidenciáveis, o ex-presidente do Banco Central propõe para a reforma tributária a criação de um imposto de valor agregado único para resolver a questão da complexidade fiscal do Brasil.

Com isso, o candidato defende a implantação de uma declaração única de importação integrada com a nota fiscal eletrônica dos produtos. A ideia é garantir a integralidade dos dados e evitar o preenchimento manual.

Diante da plateia de empresários do setor de comércio e serviços, Meirelles propôs uma análise rigorosa sobre o comércio eletrônico para que haja competição justa no mercado.

“Não podemos permitir a competição injusta. É preciso fazer uma tributação adequada para igualdade de tratamento tributário e burocrático para todos, para que o empresário brasileiro cresça e possa oferecer o melhor serviço”, explicou.

Ainda sobre as propostas para um eventual governo, Henrique Meirelles disse que considera a economia a "base de tudo" e que ela precisa crescer para gerar mais empregos, mais renda e mais salários para os brasileiros.

*Com informações da Agência Brasil 

    Veja Também

      Mostrar mais