undefined
Shutterstock
Quando a balança comercial registra superávit, significa que o valor das exportações superou o das importações no Brasil; o contrário é chamado de déficit

Com o crescimento nas importações, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 4,227 bilhões em julho, segundo divulgou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) nesta quarta-feira (1º). O valor é o terceiro melhor para o mês, perdendo apenas para julho de 2017 (US$ 6,285 bilhões) e de 2016 (US$ 4,575 bilhões).

Leia também: Mesmo com rombo de R$ 32 bilhões, contas públicas têm melhor resultado em 3 anos

Quando a balança comercial registra superávit, significa que o valor das exportações superou o das importações no Brasil. O contrário é chamado de déficit (resultado negativo).

No mês passado, as exportações somaram US$ 22,870 bilhões, uma alta de 16,4% em relação a julho de 2017. As importações chegaram a US$ 18,643 bilhões, número 42,7% maior do que o registrado no ano passado.

De janeiro a julho, o superávit acumulado é de US$ 34,160 bilhões, valor 19,6% menor do que o verificado no mesmo período de 2017. Apesar do recuo, o saldo é o segundo maior para os sete primeiros meses do ano da história, ficando atrás somente do recorde anotado no ano passado.

Leia também: Governo bate recorde de arrecadação de impostos em junho

Grupos em destaque

undefined
iStock
No acumulado de 2018 da balança comercial, registrou-se crescimento na venda de básicos e manufaturados e queda na de semimanufaturados

Nas exportações, cresceram a venda de básicos (48,3%) e caíram as de semimanufaturados (-11,8%) e manufaturados (-6,2%). Pelo lado das importações, aumentaram as de bens de consumo (20,1%), bens intermediários (22,3%) e combustíveis e lubrificantes (0,5%).

No acumulado de 2018, registrou-se crescimento na venda de básicos e manufaturados (10,6% e 6,6%, respectivamente) e queda na de semimanufaturados (1,4%). No período, cresceram também as importações de bens de capital (83,7%), combustíveis e lubrificantes (20,8%), bens de consumo (16,9%) e bens intermediários (12,2%).

Expectativas para a balança comercial

undefined
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
De acordo com o último Boletim Focus, a previsão é de um superávit de US$ 58,06 bilhões para a balança comercial deste ano

Em 2017, o saldo positivo da balança comercial foi de US$ 67 bilhões, o melhor resultado obtido desde o início da série histórica do ministério, em 1989. Oficialmente, o MDIC estima superávit em torno de US$ 50 bilhões em 2018.

Leia também: Mercado espera inflação de 4,11% e PIB de 1,5% para 2018, segundo Boletim Focus

Os analistas de mercado acompanham as perspectivas do governo. De acordo com o último Boletim Focus, pesquisa semanal feita com instituições financeiras e divulgada pelo Banco Central, a previsão é de um superávit de US$ 58,06 bilhões para a balança comercial deste ano.


*Com informações da Agência Brasil

    Veja Também

      Mostrar mais